WELLNESS DRINK LAX

R$79,99

Seu Intestino um Reloginho

Composto por fibras pré-bióticas e vitaminas com propriedades funcionais que ajudam no trânsito intestinal, prevenindo a prisão de ventre. O Drink Lax ajuda a você ter uma vida mais leve e saudável.

Categorias: ,

Descrição

O Drink Lax é um suplemento nutricional rico em fibras pré-bióticas solúveis, vitaminas A, C e H, e cálcio, que contribuem para o sistema digestório saudável.

Mecanismo de ação

Polidextrose

As fibras da dieta estão incluídas na ampla categoria dos carboidratos. Elas podem ser classificadas como solúveis e insolúveis, podendo ser fermentáveis ou não fermentáveis. As fibras solúveis são normalmente fermentadas rapidamente, enquanto as insolúveis são lentamente ou apenas parcialmente fermentadas. A extensão da fermentação das fibras solúveis depende de sua estrutura física e química. A fermentação é realizada por bactérias anaeróbicas do cólon, levando à produção de ácido lático, ácidos graxos de cadeia curta e gases, consequentemente, há redução do pH do lúmen e estimulação da proliferação de células epiteliais do cólon.

A polidextrose é formada por polímeros de glicose (polissacarídeos), reconhecidos como fibra dietética. Apresenta baixa digestibilidade capaz de produzir efeitos fisiológicos similares aos de fibras alimentares solúveis pela sua capacidade de atingir o cólon intacto, não sofrendo digestão no trato gastrintestinal superior, tanto pela acidez do estômago quanto pelas enzimas digestivas.

Quando se consome a polidextrose, consequentemente aumenta o trânsito intestinal e o número de evacuações, verificando que estes fatores podem impedir a produção de toxinas entéricas, tais como o indol e o p-cresol (substâncias putrefativas e cancerígenas, produzidas pela fermentação bacteriana), prevenindo a constipação, diverticulose e risco de câncer de cólon. Outro fator importante da suplementação com a polidextrose é que aumenta a absorção de ferro e cálcio pelo organismo.

A polidextrose atua com um protetor do intestino, isto é, ela favorece a proliferação da microbiota saudável do intestino grosso, impedindo a proliferação de bactérias patogênica, como a E. coli e Clostridium perfringens, no trato intestinal.

Profissionais da área da saúde como médicos, nutricionistas e enfermeiras, têm se conscientizado da importância do fornecimento adequado de fibras dietéticas para os pacientes acamados, não somente pelo desempenho já conhecido que estas realizam, mas pelo importante efeito prebiótico que uma fibra, como a polidextrose pode agregar. A polidextrose apresenta índice glicêmico baixo, entre 5 e 7, quando comparado com a glicose (100), isto confirma sua característica não glicêmica. Tal fato é devido à absorção reduzida da glicose no intestino, possivelmente relacionada com a passagem gástrica prolongada e o aumento de volume e viscosidade da polidextrose no intestino. A resposta glicêmica e insulínica diminuiu consideravelmente em indivíduos saudáveis e diabéticos, pois o seu baixo impacto no sangue proporciona melhor tolerância à glicose.

A polidextrose apresenta, ainda, papel benéfico no metabolismo dos lipídeos quando comparado com outra fonte de fibras como a goma guar hidrolisada. Estudos comprovam que a polidextrose diminui o índice de triglicerídeos absorvidos pelo organismo.

A ingestão de polidextrose é bem tolerada, sem evidências de efeito laxativo em até 90 gramas por dia.

Vitamina H (biotina)

A biotina é uma vitamina hidrossolúvel do complexo B essencial para função normal das células, desempenhando um papel fundamental na manutenção da integridade da pele. A Biotina é um nutriente essencial necessário para o crescimento das células e para a produção de ácidos graxos, anticorpos, enzimas digestivas e metabolismo da niacina (vitamina B3). Ela também faz o papel principal no metabolismo das proteínas e carboidratos e é essencial para utilização correta de outras vitaminas do complexo B. A Biotina é comumente chamada de vitamina H. A biotina é necessária para o metabolismo de gorduras, carboidratos e proteína. Como uma coenzima, está envolvida em diversos processos e é utilizada por cada célula no corpo. A biotina está envolvida no metabolismo da energia, e exerce um papel permitindo que o corpo utilize a glicose. Portanto, a biotina é útil para manter um nível estável de açúcar no sangue. Também é essencial para o crescimento e recuperação celular.

Esta vitamina contribui para a saúde da pele e do cabelo, podendo ajudar no papel de prevenção à queda de cabelo. Ajuda a formar e manter estruturas químicas na queratina (a principal proteína encontrada em cabelos e unhas). A biotina é muitas vezes recomendada para fortalecimento de cabelo e unhas. Consequentemente, é encontrada em muitos produtos cosméticos e de saúde para o cabelo e unhas.

Existem sugestões que a biotina também tem a capacidade de aliviar dores musculares, depressão e funciona como cura de dermatites. Atualmente, tende-se cada vez mais a propor o emprego da biotina no adulto para o tratamento da acne e de todas as alopécias, com ou sem seborréia. A seguir vemos a ampla aplicação de uso da biotina:

  • Energia e perda de peso: a biotina ajuda o corpo a usar melhor os alimentos para energia. Isto significa que a biotina pode aumentar os níveis de energia e, fazendo com que o processo de digestão seja mais eficaz, e pode ajudar as pessoas a perder peso. Isto faz da biotina um suplemento ideal se estiver procurando ter mais energia e perder peso.
  • Cabelo e unhas: Suplementos de biotina podem melhorar unhas finas, rachadas ou frágeis, bem como a saúde do cabelo. Biotina também tem sido usada para combate a alopécia (perda completa ou parcial do cabelo) em crianças e adultos.

 

  • Pele: Existem impressionantes evidências de testemunhos para sugerir que a biotina pode melhorar drasticamente a saúde da pele. Se o indivíduo adquirir dermatite ou eczema, a biotina pode ser um auxiliar adequado para o seu programa atual de tratamento de pele.
  • Diabete: Pessoas com diabete tipo 2 muitas vezes têm baixos níveis de biotina. A biotina pode estar envolvida na síntese e liberação da insulina. Uma melhor resposta à insulina pode reduzir a sua dependência à insulina e melhorar sua saúde geral.
  • Neuropatia periférica: a suplementação de biotina que melhora os sintomas de neuropatia periférica em algumas pessoas que desenvolveram esta condição de diabete existente há muito tempo ou hemodiálise contínua devido à insuficiência renal. Neuropatia periférica se refere aos danos dos nervos das extremidades, mais comumente pés e panturrilhas. É similar a um entorpecimento, formigamento, sensação de calor extremo ou de estranhas, e pode ser acompanhado por dor, fraqueza muscular, e dificuldade ao caminhar. Pessoas que tomam biotina para estes propósitos tendem a notar melhoria logo de 1 a 3 meses depois de começar a tomar o suplemento.
  • Infecções de Cândida: Infecções de Cândida afetam a pele, boca e vagina e são causadas por um fungo similar à levedura. Possíveis sintomas incluem manchas brancas na boca ou garganta, rachaduras dolorosas nos cantos da boca, erupções cutâneas encontradas comumente na virilha, entre dedos e dedos do pé, e embaixo dos seios e coceira e irritação vaginal. Alguns cientistas acreditam que pessoas com carência de biotina podem ter mais probabilidade de serem infectadas com a Cândida.

 

  • Colesterol alto: Estudos com animais e alguns estudos com humanos sugerem que baixos níveis de biotina são associados com alto nível de colesterol total e LDL (“colesterol ruim”).
  • Transtorno do déficit de atenção: Testemunhos controversos, mas interessantes indicam que pessoas com TDA podem beneficiar de suplemento de vitamina B devido à sua função na melhoria do alcance de atenção. Evidências de testemunhos indicam que o efeito de vitaminas B no alcance de atenção é eficaz.

 

Vitamina A

 

Vitamina A é talvez a vitamina mais importante. Chama-se retinol e é facilmente transformada no corpo humano em ácido retinóico, que é a forma efetiva. Trata-se de um micronutriente que desempenha papel essencial na visão (retina ocular), crescimento, desenvolvimento do osso, desenvolvimento e manutenção do tecido epitelial, processo imunológico e reprodução. Aproximadamente 90% da vitamina A do organismo é armazenada no fígado; o remanescente é armazenado nos depósitos de gordura, pulmões e rins.

Estudos mais recentes vêm mostrando que a vitamina A age como antioxidante (combate os radicais livres que aceleram o envelhecimento e estão associados a algumas doenças). A presença de

 

antioxidantes, tais como a vitamina E contribui para a proteção da vitamina A. A vitamina A é sensível à oxidação pelo ar. A perda de atividade (efeito) é acelerada pelo calor e pela exposição à luz.

 

Vitamina C

 

O ácido ascórbico ou vitamina C é uma molécula usada na hidroxilação de várias outras em reações bioquímicas nas células. A sua principal função é a hidroxilação do colágeno, a proteína fibrilar que dá resistência aos ossos, dentes, tendões e paredes dos vasos sanguíneos. Estudos comprovam que existem diversas enzimas relacionadas à produção de colágeno que necessitam da vitamina C para atuar em sua forma plena. Além disso, é um poderoso antioxidante, sendo usado para transformar os radicais livres em formas inertes. É também usado na síntese de algumas moléculas que servem como hormônios ou neurotransmissores.

Entre outros benefícios, o ativo também revitaliza a pele por meio da regeneração celular, e ainda dá uma uniformizada no tom da cútis, amenizando o aspecto das manchas.

É importante observar que a vitamina C é extremamente instável. Ela reage com o oxigênio do ar, com a luz e até mesmo com a água. Assim que é exposta têm-se início reações químicas que a destroem.

Cálcio

Cálcio é um mineral essencial para a construção e manutenção dos ossos e dos dentes, e é muito importante que seja ingerido em quantidades adequadas especialmente durante a infância, pois é nesta fase da vida que se cria as reservas de cálcio no organismo para o resto da vida.

Criar bons hábitos alimentares incluindo alimentos ricos em cálcio ajuda a manter o “patrimônio” de cálcio intacto, pois na ausência de cálcio no sangue para executar funções vitais, o mineral é retirado dos ossos e dentes enfraquecendo-os podendo iniciar um processo de osteopenia e osteoporose. O cálcio é o metal mais abundante no corpo humano, especialmente na forma de compostos como o carbonato de cálcio. De aproximadamente 1200 gramas de cálcio encontrados em um adulto, 1110 gramas estão nos tecidos ósseos. Os 90 gramas restantes são utilizados para diversas funções, tais como: atividades das membranas celulares, contrações musculares, impulsos nervosos, controle de acidez do sangue, divisão celular, controle hormonal e na coagulação sanguínea. O cálcio é armazenado no retículo endoplasmático das células. Atua como mediador intracelular, cumprindo uma função de segundo mensageiro como, por exemplo, o íon Ca2+, que intervém na contração muscular dos membros ou do coração. Segundo estudo sueco do Instituto Karolinska, o consumo diário de cerca de 2000 mg de cálcio reduz em 25% o risco de morrer de qualquer doença e 23% o de morrer em decorrência de problemas cardiovasculares. Recentemente foi descoberto que o cálcio ajuda na produção dos líquidos linfáticos.

 

Deve-se observar o consumo excessivo de proteínas, pois esta estimula a eliminação de cálcio através da urina.

 

Ação terapêutica

 

– Aumenta o trânsito intestinal;

– Diminui o triglicérides;

– Propicia a formação da microbiota do intestino grosso;

– Suplementação de vitaminas A, C e H;

– Coadjuvante de beleza.

 

Indicações

 

– Controle do peso corporal;

– Redução do risco de diabetes do tipo 2;

– Perfil lipídico;

– Manutenção da pele, unhas e cabelos.

 

Reações adversas

 

Não há relatos até o momento, nas literaturas pesquisadas.

 

Contra-indicações

 

Não há.

 

Modo de usar

 

Adicione 20 g (2 colheres de sopa) em 200 mL de suco de frutas, bebida de soja, iogurte, leite ou água. Tomar até duas porções por dia. Não exceder a recomendação de consumo de porções diárias. Adoçar a gosto.

 

O consumo deste produto deve ser acompanhado da ingestão de líquidos.

 

Compatibilidades e farmacotécnica

 

Não há relatos até o momento, nas literaturas pesquisadas.

Incompatibilidades

 

Não consumir alimentos ricos em ferro e cafeína juntamente com o Drink Lax.

 

Toxicidade e mutagenicidade

 

Não há relatos até o momento, nas literaturas pesquisadas.

 

Conservação
Armazenar o produto em temperatura entre 15°C a 30°C e em local escuro, ventilado e seco

Informação adicional

Peso 0.1 kg
Dimensões 16 × 11 × 2 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “WELLNESS DRINK LAX”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *